• Facebook Clean
  • Instagram Clean

Rua Bento de Andrade, 103, Jardim Paulista - São Paulo 

(11) 97675-5057

Registo no Crefito -3 
9377/SP

© 2017 Clínica Raquel Castanharo. Todos os direitos reservados.

Do outro lado da mesa

Percebi uma coisa esses dias. Eu quase nunca escrevo em primeira pessoa, de uma maneira mais pessoal. Minhas colunas no Eu Atleta (e meus vídeos no Corrida no Ar) são cheios de informações técnicas, mas tem pouco da Raquel. É claro que para você, corredor ou profissional da saúde que me segue, o conteúdo de um artigo científico deve ser mais útil do que a opinião de uma pessoa isoladamente. Mas conversar comigo vai ser legal também ;)

 

A ideia dessa coluna, Papo com a Raquel, aqui dentro do Blog, é falar sobre....huuum... O que me der na telha pra ser honesta rsrs. Provavelmente vai ter muita coisa sobre corrida e fisioterapia, mas não só. Hoje, para começar, queria contar uma história sobre "estar do outro lado da mesa".

 

Certa vez um paciente me disse algo na primeira consulta que me marcou muito. Ele já tinha ido em vários profissionais antes, gastado mais dinheiro do que gostaria, continuava com seu problema sem solução e com a sensação de que ainda não tinham dado a devida atenção ao seu caso. Ele me olhou bem nos olhos e falou: "Eu estou sofrendo. Eu sei que você não está, mas tente se colocar aqui no meu lugar e me ajudar. Estou confiando em você". Ele não imaginava que eu também estava sofrendo. Que naquela semana  tinha ido me consultar com uma médica e sentido exatamente a mesma coisa que ele. A fragilidade de colocar minha saúde na mão de outra pessoa e confiar que ela faria o melhor.

 

Seria bom todo profissional da saúde se lembrar com alguma frequência como é estar do outro lado da mesa. Do lado do paciente. Do lado da pessoa que está com dor. Que está sofrendo de alguma maneira. Isso nos faz lembrar da empatia que é nossa obrigação demonstrar ao tratar uma pessoa.

 

Eu sempre busquei dar a maior atenção que eu podia para meus pacientes. mas depois que comecei o tratamento com essa médica eu comecei a dar mais ainda, porque ela foi um grande exemplo para mim. Que médica boa! Ela atrasou "só" uma hora a meia para me atender, mas valeu a pena demais. A Dra. Venina é obstetra, e tinha acabado de diagnosticar minha trombofilia e a outras possíveis causas para meus abortos de repetição.

 

Pois é. Não era uma unha encravada. Eu estava colocando nas mãos daquela médica meu sonho de ser mãe, depois de 2 perdas terríveis e de ter sido mal assistida por outros 3 médicos, menos competentes e o pior, com menos (ou nenhuma) empatia.

 

 No fim das contas meu paciente sarou e eu tive meu bebê lindão.

 

Um jaleco não torna ninguém melhor do que ninguém. Tá todo mundo junto nessa vida louca ;)

 

#papocomaraquel

 

 


 

 

 

 

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Tratamento de corredores
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon