• Facebook Clean
  • Instagram Clean

Rua Bento de Andrade, 103, Jardim Paulista - São Paulo 

(11) 97675-5057

Registo no Crefito -3 
9377/SP

© 2017 Clínica Raquel Castanharo. Todos os direitos reservados.

5 curiosidades sobre tênis de corrida

Você sabe usar todas os furos do tênis na amarração? E você tem ideia do que significa o desgaste mais de um lado do que de outra na sola? Os tênis de corrida têm curiosidades interessantes, que valem a pena serem conhecidas.

 

Seu tênis tem maior desgaste na parte de fora

A afirmação acima é verdadeira para a grande maioria dos corredores, e não tem muita relação com o tipo de pisada. Você pode ter uma pisada para dentro (pronada) e ainda assim gastar mais o tênis na parte de fora. Isso acontece porque, na biomecânica normal da corrida, o pé toca o chão primeiramente com a região lateral, e é esse o momento de maior impacto e desgaste para o tênis. Então não se preocupe muito com essa assimetria da sola. Muito provavelmente ela é normal.

 

Usando todos os furos para o cadarço

Sabe o último furo do tênis, aquele que fica mais próximo ao tornozelo? Ele é pouco usado, mas muito útil. Passando o cadarço por ali o tênis fica firme no pé, mesmo que esteja um pouco grande na parte da frente. Veja esse vídeo do Corrida no Ar ensinando como usá-lo: https://www.youtube.com/watch?v=kHaCXwe4_rI

 

 

Como saber se é um modelo para pisada pronada, supinada ou neutra?

Tênis para pisada pronada costumam ter uma estrutura mais rígida na parte interna, muitas vezes de uma cor distinta do restante (cinza, por exemplo). Algumas marcas também escrevem nesses tipos de tênis palavras com menção a “suporte” (como por exemplo, “dinamic support”).

Os calçados para pisada supinada são comumente comercializados como os de pisada neutra. Neles você não encontrará estruturas diferentes na parte interna ou externa.

 

Tênis com prazo de validade?

Você deve aposentar o tênis após 500 km? Ou 600 km?

Na verdade não existe embasamento científico forte para essa ideia de que o calçado deve ser trocado após certa quilometragem. Minha sugestão é trocar o tênis quando você julgar que ele está velho e pronto. Uma dica é se basear pelas ranhuras da sola: se seu tênis estiver muito careca, pode ser a hora de deixá-lo de lado.

 

Ter mais de um par é legal

Uma pesquisa mostrou que corredores que alternavam entre tênis diferentes se machucavam menos. Os calçados tinham que diferir entre um dos seguintes fatores: marca, modelo ou estilo. Sendo assim, com dois tênis diferentes você pode reduzir o risco de se machucar.

 

Texto originalmente publicado na minha coluna no Eu Atleta: www.euatleta.com

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Tratamento de corredores
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon